O ano de 2011 será realmente marcado pela enxurrada de Tablets?

Bom meus amigos e leitores,

Este ano, desde o inicio ouvimos muito falar sobre Tablet aqui, Tablet acolá, e aquele que tem um amigo que viaja com frequência, ou o próprio que faz sua viagem a negócios a lazer, tem a oportunidade de explorar este novo mercado lá fora, visto que aqui em nosso país estamos em processo embrionário.

Parte deste processo se deve, claramente, para aqueles que trabalham com tecnologia,  a pobreza de recursos técnicos aqui instalados, a falta de pesquisa e pesquisadores, etc…, afinal não produzimos semicondutores, processadores, e outros componentes para fabricação dos mesmos. Sem contar também de “cérebros” para desenvolverem projetos. Então, some-se a esta cadeia e a falta de investimento dos governos, não somente este, mas anteriores, para incentivarem doutores, profissionais e professores a se aperfeiçoarem, pesquisarem e comprometerem em se dedicar ao nosso país.  Aos alunos que obtiverem bolsas de estudos do governo, estes deverão assinar um contrato que os mantém  por um período a definir, a dedicarem seus trabalhos ao bem do país, isto é, criar commodities. E finalmente termos uma infraestrutura que utilize nossos recursos naturais, para construção dos transistores, circuitos, semicondutores, componentes e a montagem de um produto com tecnologia nossa, do início ao fim.

Venho lembrar que nosso país é exportador de silício, cuja cadeia do quartzo, mineral abundante no país, é a matéria prima para a fabricação de silício metálico (99,99%) na forma de chip, utilizado, como justificado anteriormente, para a construção dos equipamentos eletrônicos, mutimídia, computadores, tablets, notebooks e afins.

Maiores informações e fonte, recomendo ler o artigo “Governo reconhece que ensino atrapalha avanços do país em P,D&I” de Nairo Alméri, que se encontra neste link http://migre.me/5Djer

Vamos torcer que o pessoal lá do Planalto, através da Sra. Dilma, consiga convencer e botar em prática as suas promessas em desenvolvimento do país. O mercado de Tablets, fazendo parceria com os grandes fabricantes como Samsung, Intel, AMD, LG, etc, já será um bom começo.

Aproveitando o assunto e aos novos dispositivos (gadgets) ao alcance dos mortais, faço uma enquete para saber qual modelo e fabricante do equipamento os usuários, clientes e amantes de tecnologia, estão mais propensos a “adotar”.

Fique a vontade e faça seu comentário no local apropriado, que terei o prazer em respondê-lo. Se demorar um pouco não se preocupe pois questões de saúde não estou 24 horas no ar, mas estando um pouco melhor, você não ficará sem resposta.